so-pretty.info

Blog da fotografia portuguesa interessada em viajar. Meu nome e Bruno e espero que voce goste do meu site

BAIXAR REZENDE OBSTETRICIA


REZENDE - Obstetrícia - 12 ed pdf, Notas de estudo de Medicina. Universidade Federal de Baixar o documento. Pré-visualização3. [Obstetricia] - Rezende 13a ed - - documento [*.pdf] □ □ □ □ □ □ □ Os autores deste livro e a EDITORA GUANABARA KOOGAN. Rezende Obstetrícia CarlosAntonio Barbosa Montenegro Professor Titular de Obstetríciada Faculdade de Medicina daUniversidade Federal.

Nome: rezende obstetricia
Formato:ZIP-Arquivar
Sistemas operacionais: iOS. Android. Windows XP/7/10. MacOS.
Licença:Grátis (* Para uso pessoal)
Tamanho do arquivo:49.47 MB

Vitalidade fetal Nível 2 Perfil biofísico e estudo do comportamento fetal. Guia de bolso de obstetrícia 1. Além disto é comum o surgimento de lesões papulares na pele, denominadas gravídicas, resul- tantes de estímulo hormonal. Full Name Comment goes here. A espermatogênese. Características da placenta e do líquido amniótico. Bibliografia ISBN 1. Bioquimica - Romero, Feduchi. No entanto, o seu uso deve ser cuidadoso como qualquer procedimento invasivo pelo potencial de complicações que possui. Vitalidade fetal Nível 2 Perfil biofísico e estudo do comportamento fetal. Com nome do antigo dono. Google Android Apple iOS. Agora, personalize o nome do seu painel de recortes.

[Obstetricia] - Rezende 13a ed - - documento [*.pdf] □ □ □ □ □ □ □ Os autores deste livro e a EDITORA GUANABARA KOOGAN. Rezende Obstetrícia CarlosAntonio Barbosa Montenegro Professor Titular de Obstetríciada Faculdade de Medicina daUniversidade Federal. A 14ª edição de Rezende Filho | Obstetrícia Fundamental mantém-se como uma das mais importantes referências no assunto há mais de quatro décadas. Com. Pergunta REZENDE Obstetricia Fundamental 12ª edição. Alguém tem a partir da página ? ou completo? enviada por Heloisa. A 14ª edição de Rezende Filho | Obstetrícia Fundamental mantém-se como uma das mais importantes referências no assunto há mais de quatro décadas.

A forma da cavidade amnrottca, determi- Forma. É seu diâmetro de I a 2 cm e o compn-.

Rezende Obstetrícia Fundamental, 13.ª edição.pdf

A soma das superli- crescimento c do amadurecimento fetal. Demais utero. A jc1ce fetal é recoberta pelo âmnio, que mento de 50 a 60 cm.

J entaria. Os sulcos arténas ilíacas mtema ; na vida neonatal con.

As dimensões da placenta variam ncces a De trocas. J prenha:. PI, c! Seu papel mdaholico cst;'t 'wr. É o volume de líquido u.. ICO acrescido do volume fetal, nem com mlume femintnos. Iidade do concepto. L"sualmentt: no ftm da. J grm ido reduz-,e. I da placenta. I 0-CJ. Seus vasos sangüíneos se transformam nas.! DuréJnte o 2. O do e trogênio Fig. IJ 'oc. Por ""J a? J pr ncnolona c,,,, frm '' csr. A gonadottr! Jntida- composta por duas subunidades. Es- nuante LHJ. J o lo ai htpo- c.

A subunr-1 fi ,. J humand. I 7-j3-e-,rradiol cE,: c e trio! E c ongrnana do Df! Como o' e! I a 2 m1cro no-anmu11ic,rs c a-, ammofuail'.

Jtcmo o. É a espessura d. L, pl. I anJ. Valor aceJ! Feita a Devem ser, assim, considerados: 1. A maioria das pe- I abstraçào de interferencia dircta e específica da quenas moléculas atravessa segundo gradientes 56 membrana. Dt u à o jacilirada Fig. Certas molé- FIG. A A molécula carr.. Transporte atil'O Fig. I cIrtcrenç,r. J ' para c1ma, contra um gra rente qu1m1co, ou SCJd, a maror conccntr,l,jo tomp. Tras lado do anídndo carbónico as. Onlco para o pletamente atmgindo cerca de 98".

O sangue das artérias uteropla- Pa sagcm do oxigênio através da superficie rada ao m ve l do mar, igual a mmHg. No média, 70''-'o. Embom o processo seja lento. Exi tem outra pos ibilidadcs de trocas que 5. Transporte do oxigênio por intermédi o das tlmnonam cm condições de c. Ar atmosfér1co. I sat.

OBSTETRICIA BAIXAR REZENDE

Saunder, concentraçao - de hemoglobma. O principal transportador de glicose no te- monar. Para pO Idênticos.

REZENDE OBSTETRICIA BAIXAR

Por difu iio. JCntc qUJmico léculas cruza a membrana amniocorial com velo- Ira gradrcntc. A imunidade pas- bém depende do potencial de grad1cntes quím i- substâncias dissolvidas apresentem coeficientes na do feto é conferida por anticorpos matemos cos. Fftcco em massa. Ao me mo tempo.

Ao rcvé a tran f I. Teste bastante conheci? Eis outra via po- est1madc:s. Os nu meros o volume do fluxo em ml! Recentes investiga- pulmonar é o fato comum de encontrar-se mecô- ções sugerem ser desprezível es a via de troca, nio no liquido amniótico.

A Fig. Pane é deglutida e o restante vai para o líqui- pilar da placa corial. Com 12 semanas o volume médio é de s;: mi. Em condí. S Os proc o de transporte ativo, energia-dependente , e.

Sua fadiga responde pelas dores hormoniais e mecânicos. Quando, porém, a matriz, evadida da pelve: apóia-se à parede abdominal, e as mamas, dilatadas e engrandecidas, pesam no tórax, o centro de gravidade se desvia para diante. Estando a mulher pejada de pé é isso bem nítido, pois para manter o equilíbrio empina o ventre e surge Iordose da coluna lombar Fig. A glicose é transferida rapidamente ao feto, Por que esteja dimmmda a ut! O de gordura têm ido documentadas.

A trime tre. É suplemento de 25 semanas, quando o valor mínimo normal O nivei de hPL acrescem rapidamente no 1. Crescem novamente as taxas no 3. O efeito diabeto- ciclo gestatório. Outra estrutura foi ajuntada, o concepto, cetônicos, ei fato bem documentado na gravidez córtice supra-rena l, que por fim aumenta a reab- rida.

Assim, no metida a permanente demanda de glicose. Diante tase materna. Para iti5mo l'erdadeiro. E sas alterações parecem e. Concomitantemente ra. Para compro dade da protr! Ína S c pela adquirida resi têncta à à filtra ào glomerular. Teores de hemoglobma mfenorcs a 10 g Porcerto. Ferro sérico abaixo de 30 f. Microcitose c hipocromia no sangue pcn na clia. Ausência de ferro na medula óssea.

Cerca de c alcança valores pré-gravídicos no termo. O resultado das modificações gravídicas na hormoniais, provavelmente a progesterona. Em contrapartida no lado direito, acima do estreito uperior. O aumento do volume-corrente. Alterações importante na parede do tórax e ptratono. O aumento no volume-minuto facil' t O figado. Os diâmetros anteroposterior trocas resp1ratonas urante a gravidez.

Diversas explicações foram muscular, liberam-se lactatos determinantes be estrias no abdome. Durante o parto quantidade de ar a ser inspirado. Tumefazem-se, experimentam amolecimento - d1a ffc. O aumento da excursao. M et ai. Icnoticas ac1 o 1 as desa- acidofilia. Vcri fica-se, nos csfrc- cem. As células ftcam d! Nem é de se lhe estranhar a complexi- mês a mês. A essas transformações macroscópicas correspondem outras, microscó- A e pes ura do miométrio, de mm antes picas e funcionais Cap.

As substância mm. E tabilizaçào do pe o. Início do afinamento da parede. I passa Miométrio -. O segmento medw estende-se desse tico e reticular habituais.. O segmento 11! A actomiosina do miométrio é dente alargamento.

Veem-se 1. As frbras lon utero gr. A extre-. E de d1ficl! Junto aos limites do couro cabeludo. IIpara,,IIIpara etc. A diabete, toxemia. Vale conhecer da Jllgesta , Opara. Por aí se infere da nas primíparas e naquela que pariram mais de da cavidade abdominal. Os riscos reprodu- de, aumenta ua rrcunferéncia.. As 1nto 1cações prof1ss1onai. Jna e. A pigmen- Leopold-Zweife! Conhecida, mais particu- adiante. De ro ada e anterior. Na mente à coluna, U1e conferem tal qualidade.

Havendo quantidade suficiente de líquido anota- nítido. Com a. I amolecido e elxan çOs bat1me1. Sua freqüênc1a. O numero b. Nao sa?

REZENDE Obstetricia Fundamental 12ª edição. Alguém tem a partir da página 470? ou completo?

Nao se deve confundir tado. Quando móvel, os dedos qua e se tocam pelas uma só em cada revoluçao. Sente-se, entao. Nas situações transversas. No parto, a vitabilidade fetal pode ser razo- trabalho de parto: o foco de escuta gradativa Ob tetncia p rd u muito da ua importância. O usado em Obstetrícia é do tipo e de anti-sepsia.

OBSTETRICIA BAIXAR REZENDE

Nas pro. A ubunidade beta do hCG pu! IC Todav1a, entre 4 e 8 semanas pode verificar-se A citopatologia vaginal tem serventia no: 2. Diagnóstico cito-oncológico.

A amnio- 2. Diagnóstico da amniorrexe prematura. Dos almente com Diagnóstico pré-natal de anomalias Embrioscopia. Embriofetoscopia turais. Na verdade, o Biopsia de Vilo Corial termo embriofetoscopia, antes de traduzir A biopsia de vilo corial BVC envolve a a via do procedimento, indica melhor o seu colheita de material do cório frondoso, sob O abdome é perfurado por agulha calibre a grande maioria dos casos o citotrofoblasto FIG.

Eis o grande problema com a molecular DNA ou citogenético. Orientada uterino re trito CIR e de abortamento. O aumento na incidência ccnte e, ao revé , o mosaico incide em apena. A BVC fornece resultados cm h método direto ou cm Odia cultura. As perda fetais Cordocente e sào pouco supcriorc.

Albertina Julieta Ju at kunanga company. Exibir mais. Sem downloads. Visualizações Visualizações totais. Ações Compartilhamentos. Nenhuma nota no slide. Guia de bolso de obstetrícia 1. Bibliografia ISBN 1.

Rezende - Obstetricia Fundamental - 14ª Ed -

Obstetrícia I. Cabral, Antônio Carlos Vieira. Reis, Zilma Nogueira. Pereira, Alamanda Kfouri. Leite, Henrique Vitor.

Rezende, Cezar Alencar de Lima. Oinício do pré-natal deve ocorrer o mais precoce possível, assim que a gravidez é diagnosticada. Anamnese Deve acontecer logo na primeira entrevista, de forma bastan- te completa, contemplando tanto informações relativas à gravidez quanto ao estado clínico geral. Capítulo 1 Assistência pré-natal 13 Também a me- narca pode apontar para o maior risco de complica- ções gestacionais quanto menor a idade ginecológi- ca tempo decorrido entre a menarca e a gravidez.

Deve-se verificar o peso dos neonatos, intercorrências neonatais, bem como existência de anomalias congênitas e infecciosas.

Tempo de alei- tamento e dificuldades encontradas. Sintomas ini- ciais de gravidez. Expectativas próprias e da família. Ausculta de sopros abdominais. Membros É importante verificar a presença de varizes em membros inferiores. Exame ginecológico e obstétrico O exame específico do sistema genital na gravidez é imprescin- dível e deve ser completo. Toque bimanual Realizado com objetivo de verificar a elasticidade vaginal, mobilidade uterina e características do colo fechamento do orifício externo e comprimento da cervix.

Deve ser realizado em todas as consultas. Segundo trimestre 20 semanas : época mais adequa- da para estudo da morfologia fetal, pesquisa dos mar- cadores de cromossomopatias. Quando o quadro evolui desfa- voravelmente é chamado de hiperêmese gravídica e deve receber cuidados especiais Capítulo 3.

Além do incomôdo pode, ocorrer ocasional- mente perda significativa de eletrólitos. Sua etiologia é atribuída a ansiedade e estresse emocional. Além do apoio e orientações, o tratamento pode necessi- tar do uso de atropínicos, em pequenas quantidades e por curto período de tempo uma semana. A aborda- gem terapêutica deve incluir o uso de laxantes ver memento terapêutico e orientações de dieta rica em fibras.

O uso de filtro solar deve ser constante. Além disto é comum o surgimento de lesões papulares na pele, denominadas gravídicas, resul- tantes de estímulo hormonal. O uso de analgésicos pode ser realizado de maneira parcimoniosa nas gestan- tes com esta queixa.

Aspectos psicoemocionais na gravidez O processo reprodutivo na atualidade associa-se à necessida- de de intensas adaptações emocionais dos casais. Este estado é geralmente superado após o início dos movimentos fetais. Na maioria das vezes este quadro é transitório e se resolve sem uso de medica- mentos ou terapia.

Alguns destes fatores podem ser contornados com a escolha apropria- da da técnica da biópsia corial. Pode-se constatar fragmentos de material obtidos dentro do meio de cultura contidos na seringa, finalizando-se o pro- cedimento. A seringa é transferida ao biólogo que através de lupa confirma a existência de vilo corial em quantidade suficiente para exame genético.

Retira-se o mandril da cânula e adapta-se seringa de 20 ml contendo meio de cultura. Aspiram-se fragmentos do vilo com movimentos de avanço e recuo dentro do vilo frondoso. A ocorrência, a longo prazo, de anomalias fetais associadas a Biópsia de vilo corial foi relatada nos procedimentos realizados em torno de 10 a 11 se- manas gestacionais.

Atualmente, considera-se, neste aspecto, o procedi- mento seguro desde que realizado com 12 semanas gestacionais. No momento a biópsia de vilo corial é o melhor método de diagnóstico citogenético que dispomos na Medicina Fetal. Indicações e contraindicações da amniocentese Amniocentese propedêutica — Indicações Estudo genético: realizada na 12a a 14a semana precoce ou na 16a semana tradicional. Infecções congênitas: permite identificar agen- tes infecciosos, pela coleta do líquido e pelo mé- todo de PCR ou cultura.

Maturidade pulmonar fetal: coleta de líquido para estudo dos fosfolipídios pulmonares fetais. Habitualmente retira- se 1 ml para cada semana de idade gestacional, sendo que na 16a semana coleta-se 20 ml de líquido amniótico, para o exame gené- tico. Quando o procedimento é realizado entre 12 e 14 semanas denomina-se amniocentese precoce e pode substituir a biópsia de vilo corial. O material coletado pode ser examinado diretamente Os exames precoces, por esta- rem associados a maior risco amniorrexe e bridas amnióticas vêm sendo menos utilizados.

A amniocentese realizada na 16a semana tem elevado grau de confiabilidade, inclusive com menor incidên- cia de mosaicismo genético do que o exame do vilo corial.

Grande valor deve ser dado aos exames que podem ser realizados em amniócitos cultiva- dos para diagnóstico de doenças metabólicas. Infecções congênitas Sabe-se que a cavidade amniótica é completamente assép- tica quando a bolsa se encontra íntegra.

A coleta de 20 ml de líquido amniótico por amniocentese permite que se realizem dosagens e exames determinantes da maturidade referida. Indicações terapêuticas O grupo de procedimentos terapêuticos sobre o feto reali- zados através da amniocentese deve ainda ser considerado expe- rimental. Introduz-se agulha longa, calibre 16 ou 18, até que a cavidade amniótica seja atingi- da ao ultrapassar o peritônio a paciente geralmente relata incomôdo.

Em quaisquer das indicações, os riscos do procedi- mento devem ser previamente apresentados para a gestante.